Conheça 13 tipos de chá verde para provar

Existe uma variedade de tipos de chá verde produzidos no Japão. Eles se diferenciam pelos métodos de produção, cultivo e processamento. Por isso, saiba como diferenciá-los para guiar sua escolha.

Tipos de chá verde

A espécie de todos os chás é Camellia Sinensis.

1. Sencha

Sencha

Esse é o mais encontrado e comum. As folhas crescem sob iluminação solar direta e intensa. Elas são colhidas, cozidas, secas e enroladas.

Faz parte da primeira colheita, por isso, passa menos tempo passando pela fotossíntese mantendo mais minerais e vitamina C.

O sabor é bem intenso e o segredo para ter um gosto menos amargo e adstringente está na temperatura da água.

Deve-se evitar misturar com água fervente, mas deve ficar entre 60 a 70 graus entre 20 a 45 minutos de infusão.

2. Fukamushi Sencha

Fukamushi Sencha

Esse tipo passa por um processo mais longo de cozimento. A cor é mais escura, as folhas esfarelam e o sabor mais forte e amargo.

3. Gyokuro

Gyokuro

3 semanas antes da época da colheita, as folhas são cobertas por tecido de junco para protegê-las do sol.

Isso afeta a fotossíntese da planta e confere mais sabor e menos adstringência ao chá verde. Portanto, é mais doce. É colhido, cozido, seco e enrolado. O preço é mais caro, pois o processo de cultivo é mais trabalhoso.

O sabor mais adocicado se deve por causa de altas concentrações de teanina. A produção elevada desse aminoácido se deve a falta de exposição solar antes da colheita. Além disso, tem níveis de cafeína maiores.

Não deve passar por infusões longas ou com água muito quente. O ideal é ficar entre 60 a 70 graus celsius e retirar as folhas entre 15 a 30 segundos.

4. Tencha

Tencha

Ele passa pelos mesmos processos de cultivo do gyokuro. No entanto, as folhas não são enroladas, além disso, galhos e caules são removidos.

5. Matcha

Matcha

As folhas do tencha são esfareladas até virar pó.

6. Kabusecha

Kabusecha

As folhas são cobertas uma semana antes da colheita e o resultado são folhas mais escuras, mas sem muitas alterações no sabor e aroma.

7. Genmaicha

Genmaicha

Esse tipo de chá verde é misturado com grãos de arroz integral. Ele é cozido no vapor, depois assado e seco. Depois é misturado com sencha.

O sabor é mais leve e tem menos cafeína. Bom para acompanhar frituras e comidas gordurosas, além de ser indicado para quem deseja começar a tomar chá verde pelo sabor mais leve.

8. Hojicha

Hojicha

O sencha é torrado a 200 graus e imediatamente resfriado depois. A cafeína passa por sublimação e o gosto fica menos amargo virando hojicha.

9. Funmatsucha

Funmatsucha

Ele é cultivado assim como o sencha, mas esse tipo é triturado até virar pó. É mais barato que o matcha.

10. Konacha

Konacha

Esse tipo é bem fino, mas não chega a ser triturado para virar pó. É mais barato, pois é resultado das folhas descartadas do gyokuro e do sencha.

De forte aroma é o preferido dos japoneses para acompanhar as refeições do dia a dia.

11. Fukamushicha

Fukamushicha

Ele é uma mistura do sencha, gyokuro e kabusecha. As folhas são bem cozidas e o sabor fica intenso, porém, é mais leve para o estômago.

12. Kukicha

Kukisha

O kukicha é feito apenas de galhos sobras do gyokuro, sencha e tencha. A cor do chá é amarelada e de aroma mais leve.

13. Bancha

Bancha

O bancha é a segunda (nibancha), terceira (sanbacha) e quarta (yonbacha) colheita do sencha. É mais adistringente e com sabor leve. Ideal para tomar depois de refeições pesadas.

Leia também

Tendência do Japão: aprenda como fazer cerveja de matcha

Os chás mais populares do Japão

Chá verde: conheça a história da bebida no Japão

Conheça 9 benefícios do matcha, o tradicional chá verde do Japão

Shincha

Se estiver escrito shincha na embagem significará que as folhas são de primeira colheita. Portanto, mais frescos e de melhor qualidade.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via