Sento: a tradicional casa de banho pública japonesa

As casas de banho públicas são chamadas de sento e fazem parte da cultura tradicional japonesa.

Segundo historiadores, o costume é da época Heian e começou em Kyoto. No período Edo, as pessoas costumavam frequentar todos os dias e muitas casas surgiram.

Ilustração do período Edo de sento

Afinal, nem todas as casas eram equipadas com ofurô. Enquanto o banho quente por imersão é um hábito comum dos japoneses.

A partir do período Meiji em 1877, influenciados pelo ocidente, salas de banho separadas por gênero passaram a ser construídas.

Casa de banho pública no Japão

Atualmente, existem pouco mais de 4.000 sentos e eles já não são tão populares, pois a maioria das residências tem banheiros completos. Em 1810, o número chegava a 523 negócios ativos. Hoje em dia, o atrativo dessas casas de banho é a oferta da sauna e spa.

Os preços variam entre 200 a 2.000 ienes e alguns funcionam 24 horas. A maioria oferece ryokans, onsens e locais de descanso para relaxar.

Leia também

Um guia sobre onsens, ryokans e sentos no Japão (tipos e regras de etiqueta)

Conheça os 10 hotéis e pousadas ryokans históricos escolhidos pelos viajantes do Japão

Você está preparado para usar o banheiro tradicional no Japão?

Como em muitos lugares do Japão, a primeira regra ao entrar em um sento é tirar os sapatos. O pagamento é feito adiantado na recepção (bandai).

A maioria não aceita pessoas com tatuagens, mas algumas fazem uma exceção com as de tamanho pequeno, mas pedem para cobrir com curativos. As casas oferecem toalhas, mas são taxadas.

Regras gerais

Em sua grande maioria, as casas de banho separam as salas por sexo. É obrigatório lavar o corpo antes de entrar nas banheiras e roupas de banho não são permitidos.

área para lavar o corpo

A toalha deve se manter fora do contato com a água por questões básicas de higiene. É muito comum e prático deixar em cima da cabeça.

É proibido nadar ou fazer movimentos bruscos dentro da banheira. Por último, é proibido entrar molhado nos vestiários.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via