Calor no Japão: previsões são preocupantes para o futuro

Até o dia 30 de julho de 2019 foram registrados 11 mortes e 5.664 pessoas foram hospitalizadas em decorrência do calor no Japão.

Até o presente momento, o número é bem menor em comparação a 2018, quando 138 pessoas morreram e cerca de 70 mil pessoas precisaram ser atendidas por causa das altas temperaturas. No entanto, há uma grande preocupação com o futuro do país.

Calor nos Jogos Olímpicos

Uma das preocupações mais imediatas das autoridades japonesas é em relação a saúde dos atletas que participarão dos Jogos Olímpicos de Tokyo em 2020.

Quem já passou pelo verão japonês sabe o quão severo ele é. Além disso, o clima úmido faz com que a sensação térmica aumente em torno de 5°C.

Como os jogos ocorrerão durante o verão, muitas questões sobre o bem-estar dos atletas, oficiais, voluntários e dos turistas estrangeiros foram colocados em pauta.

Afinal, o calor do verão de 2018 levou o governo a declarar a situação como um desastre natural.

Porém, até o presente momento não há nenhum anúncio oficial sobre as contra medidas para combater o problema. O Cooling Project foi anunciado, mas ainda não há detalhes.

Projeções para o futuro

Simulador de clima

De acordo com o Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC), se medidas não forem tomadas, a temperatura do planeta subirá 4,6°C até 2100.

Uma simulação realizada pelo Instituto de Pesquisa Meteorológica (MRI) da Agência de Meteorologia do Japão informou que temperaturas de 43,3°C em Tokyo no verão em 2100 serão comuns.

A temperatura mais baixa prevista pela simulação é de 38,5°. Além disso, o MRI alerta que as temperaturas em fevereiro (inverno japonês) serão altas com 26°C.

Além disso, os locais que terão maior impacto no país serão Nagoya com previsão de 43,4°C a partir de 2100 e 44,9°C em Kumagaya, cidade que registrou 41,1°C no verão de 2018.

Leia também

O dia mais quente da história: Intensa onda de calor continua e bate recordes no Japão 

Calor no Japão: altas temperaturas batem recorde 

Como lidar com o Natsubate? 

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente do Japão, mais de 15 mil pessoas morrerão em decorrência do calor a partir de 2100.

Caso não sejam adotadas medidas práticas, os recursos naturais se tornarão cada vez mais escassos, a produção alimentar será gravemente afetada, haverá muitos conflitos internos nos países e guerras serão inevitáveis.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via