Leque japonês: conheça curiosidades e tipos no Japão

O leque japonês é um símbolo da cultura e representa um pouco da história do país. Era usado como um divisor de classes sociais e apenas aristocratas e samurais usavam.

Leque japonês

Leque aristocracia

Segundo as lendas japonesas, Toyomaru de Tamba fez o primeiro leque inspirado na bater de asas de morcegos na época da Imperatriz Jingu (169 d.C – 269 d.C).

Segundo históricos chineses da Dinastia Song (960-1279), um monge japonês chamado Chonen presenteou o Imperador com leques japoneses em 988.

Em 935, a palavra leque já fazia parte do dicionário japonês e existiam dois tipos, uchiwa e ogi. Um fixo e outro dobrável.

No Japão, no período Heian (794 d.C – 1185), o uso do leque era restrito por lei a apenas algumas classes sociais. Era feito de madeira cipestre, seda e a quantidade de tiras destacava o status de seu dono.

Leque

No século 18 e 19, o leque se tornou um item desejado pelas mulheres europeias e a realeza usava em eventos sociais.

No período Edo (1603-1868), o leque passou a ser usado como item essencial no verão por toda a sociedade, inclusive, por homens e mulheres.

Hiogi

Leque Hiogi

O leque Hiogi era um tipo usado apenas pelo Imperador. Depois passou a ser permitido na corte pela aristocracia em diferentes níveis. Tinha de 34 a 38 tiras que se uniam e os desenhos eram pintados direto no cipestre.

Quem tinha menos de 16 anos usava um leque de cedro. As padronagens eram de flores e natureza em cores estilizadas com dourado e prata.

Gunsen

Leque gunsen

Esse leque era usado apenas por generais, samurais e oficiais da corte. Tinha simbolismo nas batalhas e a estrutura era laqueada de cor preto. A padronagem mais usada era de lua ou sol.

Tessen

Leque Tessen

Era usado como arma por samurais e servia para defender de ataques de dardos ou facas na batalha. Era feito de ferro.

Gunpai

Leque de guerra

Leque usado pelos oficiais de condecoração alta para proteger de flechas e fazer sinais nas batalhas.

Chukei

Leque Noh

Usado no teatro Noh e feito de bambu. É usado na interação da dança e música e ajudar o ator a se expressar.

Uchiwa

Uchiwa

Esse é o típico leque japonês usado no verão. De estrutura fixa, feito de bambu e de papel com padronagens simples. É um brinde popular de empresas e largamente encontrado a preço barato.

Leia também

Wagasa: a elegância e tradição da sombrinha japonesa

Washi tape: a fita de múltiplos usos do Japão

Descubra o conforto e tradição do tatami japonês

Sensu/Ogi

Leque sensu

É o leque dobrável e feito com papel washi mais delicado e fino. Também é comum encontrar esse leque em seda e tecido de algodão. É um ótimo presente.

Os leques ainda são usados no rakugo, em danças, apresentações artísticas, funerais e cerimônias no Japão.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via