Conheça a cena secreta de Drift no Japão

Existe uma cena secreta no Japão, onde jovens arriscam suas vidas para praticar Drift nas curvas das estradas japonesas.

Tudo começa na madrugada, ambientado pela escuridão, com cheiro de gasolina e fluído de embreagem.

O ar é pesado, as bordas da estreita estrada das montanhas japonesas são uma queda livre para o penhasco em direção aos pinheiros.

Leia também:

Cena de Drift no Japão

Na província de Gunma, na região Kanto no Japão, a cerca de 88km a noroeste de Tóquio, em uma sexta-feira é possível experienciar a cena secreta e ilegal de Drift.

Os corredores fora da lei, são conhecidos como hashiriya, frequentam rodas em vielas escuras do Japão.

Com carros de 300hp a 500hp e motores altamente ajustados e turbinados, canalizam seus pneus semi slick no asfalto escorregadio.

Há apenas algumas barreiras entre a estrada e o abismo preto, o nervosismo entre os corredores é totalmente compreensível.

Drift

“Tudo o que espero é não bater meu carro, sobreviver a essa noite e a polícia não aparecer” diz com veracidade Aki, um jovem hashiriya de 21 anos da cidade de Gunma, que dirige um Nissan Skyline R32 rosa modificado, seu primeiro carro.

O carro é equipado com uma gaiola completa de corrida, bancos de peso leve e um volante com as escritas “siga em frente”.

“Mas vale a pena, no meio fio, quando consigo um drift perfeito, é a melhor sensação que conheço.”

Gif Drift

O trajeto da corrida é toda a estrada e os motoristas o fazem em Drift, uma técnica de condução onde o motorista deliberadamente perde o controle de tração e desliza lateralmente pela pista.

Cena do filme Tokyo Drift

Longe de ser Velozes e Furiosos, não há garotas com bandeiras para dar a largada, não há nitro, nenhum Vin Diesel, não há trilha sonora, apenas pessoas na escuridão com carros preparados para competição e a vontade de fazê-las correr o mais rápido possível sem cair na floresta.

“Drift é como fazer malabarismo com vidro” diz Albo, um canadense que vive em Gunma, “Você trabalha muito no seu carro e quase bate ele todas as noites. Para descobrir o limite, você precisa superar o limite, e só descobre isso quando está ultrapassando a barreira.”

Os drifters são amigáveis, mas cautelosos, todos são de diferentes origens, jovens ricos que saíram da casa dos pais até homens de meia idade.

Esporte ilegal no Japão

Para grande parte da sociedade japonesa, as corridas de drift são desaprovadas, além de ser ilegal.

No drift, os bem sucedidos são os que querem e estão preparados para praticar todos os fins de semana e arriscar suas vidas.

Surgimento do Drift

É dificil definir a história do drift japonês, todos contam sua versão, mas acredita-se que começou na década de 60, em estradas como as de Gunma.

Um grupo de pilotos chamados Rolling Zoku correram nas estradas de serpentes da montanha tentando estabelecer recordes do percurso.

O ex-motociclista Kunimitsu Takahashi popularizou a arte no All Japan Touring Car Championship na década de 70, mais tarde, o personagem de Takumi Fujiwara o imortalizou no anime Initial D.

Drift não é apenas uma maneira de acrescentar emoção em uma sexta-feira no Japão rural, é parte da cultura de alguns jovens japoneses.

Muitos motoristas mais jovens herdam seu amor pelo drift e seus carros, é possível encontrar esses jovens motoristas dirigindo os velhos carros de corridas de seus pais.

Os motoristas tem a sensação de manter o legado, os drifters mais antigos, geralmente chamados de Sempai, muitas vezes podem aparecer para ver a velocidade da nova geração.

Enquanto outros jovens compram DVDs de Velozes e Furiosos, na escuridão do Japão, é tudo real. Para eles, existe uma verdadeira sensação de perigo junto com a satisfação de que tudo e todos irão para casa inteiros.

Comentários

Share via