Hara Hachi Bu: aprenda a comer como os japoneses de Okinawa e se mantenha saudável

Você conhece o Hara Hachi Bu? Ainda temos muito a aprender com a alimentação japonesa, além de muito saborosas, a maioria das opções são extremamente saudáveis.

alimentação japonesa

O Japão é o país com a maior expectativa de vida do mundo e com a menor taxa de obesidade, ou seja, a base para uma sociedade saudável física e mentalmente é a alimentação.

Uma alimentação balanceada promove muitos benefícios para quem consome e para sociedade como um todo.

Bons hábitos alimentares contribuem para diminuir o estresse, a fadiga, depressão, mau humor, dentre outros inúmeros benefícios.

Hara Hachi Bu

Papilas gustativas são uma dádiva imensurável, o sabor dos alimentos geram uma sensação de prazer única.

Por isso, às vezes temos vontade de comer até ultrapassar o limite. Pode até parecer bom, mas não é nada recomendável.

Hara Hachi Bu é um hábito originário de Okinawa de comer até estar 80% satisfeito, escolher opções saudáveis, aliados a prática de atividades e exercícios. Mais que um hábito, pode-se considerar um controle alimentar rico.

Leia também:

Comer até estar 80% satisfeito?

Hara Hachi Bu

Durante o processo fisiológico da alimentação, existe a liberação de hormônios que transmitem a sensação de saciedade e fome.

Durante a liberação dos hormônios da saciedade (grelina), você ainda está comendo e o cérebro ainda não recebeu a informação de que está cheio, a comunicação entre o cérebro (região do hipotálamo) e o fígado demora em média 20 minutos.

Sabe aquela mania de comer rapidinho para fazer outra atividade logo depois? É extremamente prejudicial, pois a sensação de estar satisfeito não acontecerá, logo comerá mais do que precisa.

Quando voltar ao trabalho estará com uma sensação de ter comido demais, causando fadiga, sonolência e menos disposição. Por isso, é importante mastigar devagar, o ato ativa a liberação e dá tempo do corpo liberar os hormônios.

Comer até se sentir 80% satisfeito é um hábito inteligente para que você não passe dos limites e sature o corpo em um longo processo digestivo.

Escolher alimentos ricos em fibras e de forma balanceada, como na alimentação japonesa é importante também.

Não adianta comer um hambúrguer gorduroso com a técnica do Hara Hachi Bu e achar que será saudável. Adote como uma filosofia de vida e os benefícios a longo-prazo serão recompensadores!

Benefícios em adotar o Hara Hachi Bu

Estudos apontam que doenças do coração em Okinawa são 80% menores comparado aos EUA, os casos de câncer são 50-80% menores. Fraturas em Okinawa tem 20% menos incidência do que na ilha principal do país.

Em Okinawa, pessoas que não seguem o Hara Hachi Bu e consomem mais comida processada do que as naturais, tem as mesmas tendências que americanos para desenvolver doenças.

Para melhor ilustrar a diferença, foi realizado um estudo com cerca de 100 mil japoneses que migraram para o Brasil e se adaptaram aos nossos hábitos alimentares, tiveram 17 anos a menos de expectativa de vida em relação a Okinawa.

Hara Hachi Bu no dia-a-dia

Para adotar o Hara Hachi Bu é preciso incorporar os hábitos, nem sempre é fácil, existem muitos vícios em nossa cultura alimentar, desde quantidade até o sabor.

Se você está disposto a mudar e melhorar sua qualidade de vida, um esforço se fará necessário.

Conheça 7 alimentos japoneses derivados de soja

Confira algumas dicas

  • Controle consciente das porções de refeições para comer até estar 80% satisfeito;
  • Dieta baseada em alimentos ricos nutricionalmente: verduras, legumes, derivados de soja e peixe. É indicado incluir grãos integrais e alimentos com alto teor de fibra na alimentação;
  • Manter atividades físicas regulares: em Okinawa, é comum a caminhada, Tai Chi Chuan e jardinagem. Você pode fazer qualquer atividade;

Toda mudança acaba gerando um desconforto inicial, porém, uma vez com os hábitos do Hara Hachi Bu, a qualidade de vida inevitavelmente é superior.

E então? Que tal dar uma chance a uma nova forma de se alimentar? Não deixe de comentar e marcar seus amigos.

Share via