Japão começa a cobrar “taxa sayonara” para os viajantes

No dia 07 de janeiro de 2019, o Japão começou a cobrar a taxa sayonara no valor de 1,000 ienes para todas as pessoas que deixarem o país.

Essa taxa será cobrada independente da nacionalidade, desde quem viaja a negócios ou a turismo. Crianças até dois anos e quem tiver uma passagem de menos 24 horas não pagam.

Leia também

Saiba quais são as piores furadas disfarçadas de oportunidades para estrangeiros no Japão

Taxa Sayonara: Japão começará a cobrar taxa para quem sair do país

Saiba o básico do Tax-Free Shopping no Japão

O governo japonês pretende arrecadar 50 bilhões de ienes e irá usar o dinheiro para investir em melhor infraestruturas, para deixar os processos mais rápidos e encorajar os visitantes a irem a locais mais afastados e menos populares.

Segundo dados divulgados, mais de 30 milhões de pessoas foram ao Japão a turismo em 2018 e seus maiores visitantes foram a Koreia do Sul, China e Taiwan.

A previsão é que para as Olimpíadas de 2020 esse número chegue a 40 milhões. O valor foi apelidado de taxa sayonara pela mídia internacional. O valor será incluso na passagem de volta das companhias aéreas.

A taxa foi aprovada em abril de 2018 desde que a preocupação em como o turismo estava afetando a economia japonesa. Por isso, nesses próximos anos veremos mais avanços nos sistemas de imigração e mais facilidade em obter visas.

O Japão não é o único país a implementar esse tipo de taxa para turistas. A Austrália e Filipinas são países que fazem isso, além de muitos outros.

Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa newsletter.

Fontes: Japan Times, CNN, Channel Asia.

Share via