Entenda a polêmica de taxas e cobradores da emissora NHK no Japão

A emissora NHK está envolta por uma polêmica que envolve as taxas obrigatórias e os NHK man. Saiba mais.

Polêmicas NHK

Todo residente no Japão, seja natural ou estrangeiro, cedo ou tarde, poderá encontrar com os famosos NHK man. Eles são os cobradores da NHK e seu comportamento tem sido alvo de reclamações.

Embora a NHK seja uma emissora pública, uma lei determina que seja responsável pela coleta dos fundos públicos.

Taxas obrigatórias

Além disso, uma decisão da Suprema Corte do Japão determinou que todas as pessoas com algum aparelho televisivo em casa é obrigada a pagar um valor anual que gira entre os ¥ 13.990 a ¥ 25.320.

A mesma decisão de 2013 obriga as pessoas a pagarem essa taxa mesmo se não não assistirem ao canal.

Além disso, se o residente não tiver uma televisão, mas tiver outros dispositivos eletrônicos como computador, laptop, celular ou tablet, também são obrigados a pagar.

NHK Man

NHK man
NHK man

Como a NHK é obrigada a coletar seus próprios fundos públicos, eles precisam de um time de pessoas para fazerem as cobranças.

Naturalmente não é uma profissão apenas para os homens. Muitas mulheres também fazem parte desse exército de cobradores que vão de casa em casa coletar o pagamento anual dos cidadãos e residentes.

Porém, a abordagem utilizada por esses profissionais, na maioria das vezes, é no mínimo agressiva demais.

Existem diversos relatos de cobradores da NHK pela internet. Alguns, fazem tocaia na casa das pessoas esperando que elas voltem do trabalho.

No demais, quando os NHK Man não encontram ninguém em casa, normalmente deixam um bilhete com um aviso da visita realizada.

Mas recentemente um flyer deixado por um NHK Man gerou muitos comentários no Twitter.

No folheto deixado na porta da casa de Tomoki Sajiki estava a seguinte mensagem escrita a mão: “Você tem um adesivo na sua porta da frente, quando a repressão começar no ano que vem, você terá problemas”

Em outro flyer, outra mensagem bem intimidadora para o proprietário da residência.

A mensagem pouco delicada diz: “Se você está aí dentro, abra a maldita porta”

Explicações

Esse tipo de situação acontece por um motivo específico: os NHK Man não são funcionários da emissora.

São profissionais independentes terceirizados, sem quaisquer benefícios e seus salários dependem da produtividade.

Por serem pessoas comissionadas e sem um salário fixo, muitos utilizam todas as ferramentas possíveis e disponíveis para conseguirem atingir suas metas e conseguir receber um bom pagamento.

Leia também

Metrô do Japão: o sistema ferroviário e e suas técnicas psicológicas

Japão veta fumo para as Olimpíadas de Tokyo 2020

Desvende 4 mitos ao abrir um negócio no Japão

O que acontece se uma pessoa não pagar a NHK

É estimado que atualmente 80% da população japonesa envie pagamentos para a emissora. Já 20% optaram por não pagar.

Embora o pagamento seja obrigatório desde a decisão de 2013 da Suprema Corte do Japão, alguns decidem se arriscar.

Por enquanto não há registros no país sobre casos de pessoas que sofreram algum tipo de intimação judicial.

Como se proteger dos cobradores?

O antigo presidente da NHK fundou um partido com a única finalidade de livrar o país dos cobradores da emissora, o Protect The Nation From NHK.

Takashi Tachibana, fundador do partido foi presidente da emissora entre 1986 a 2005. Desde então se dedica a expor as más práticas realizadas pela empresa.

Atualmente o partido fornece gratuitamente a população adesivos para que os coletores não incomodem. Além disso, também disponibilizam pessoas para irem até o local e espantarem os NHK Man.

No site do partido (http://www.nhkkara.jp/rule.html) existem diversas informações úteis sobre o que fazer sobre as taxas e como agir quando um cobrador aparece.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via