Banco de alimentos no Japão distribui comida para famílias de baixa renda

Com o feriado nacional Obon acontecendo em todo o país, o banco de alimentos no Japão fornece alimentos básicos para famílias de baixa renda.

Afinal, como qualquer país, o Japão possui seus problemas sociais. Atualmente, uma em cada seis crianças vive abaixo da linha da pobreza.

Portanto, nos períodos de recesso escolar, muitas crianças que contam com a merenda acabam passando dificuldades em suas casas.

Além de ajudar nutricionalmente as crianças, as doações também ajudam psicologicamente seus pais com menores preocupações com o orçamento familiar do mês.

Banco de alimentos no Japão

Voluntária organizando doações

Entre os itens enviados para as famílias estão arroz, miso, macarrão, doces e outros itens básicos de cozinha.

Caixas com alimentos

A quantidade de alimentos doados é relativa a quantidade de crianças e da família. Algumas cestas podem conter até 13 kg de arroz, por exemplo.

Dificuldades financeiras

De acordo com uma pesquisa realizada em 2017 pelo governo da cidade de Komae, 40% das famílias monoparentais não tinham condições para comprar alimentos suficientes.

Além disso, em 2009 saiu o relatório da Akashi Shoten chamado Kodomo no Hinkon Hakusho e se tornou um livro sobre a pobreza infantil.

O livro surgiu quando as escolas perceberam que muitos de seus alunos perdiam peso depois de voltarem do recesso escolar.

Um programa solidário

Voluntários distribuindo alimentos

A ideia de distribuir comida para crianças e famílias de baixa renda no Japão aconteceu quando um aluno de uma escola primária em Yamanashi apareceu na escola em um dia de recesso escolar.

Embora já suspeitassem do motivo da visita, um dos professores da escola perguntou se ele tinha algo para comer em casa. O aluno respondeu que não.

A partir dessa história, o banco de alimentos de Yamanashi criou uma rede com outras 8 cidades para coletar informações sobre famílias em situação de pobreza e passar a subsidiá-las durante o recesso escolar.

Resultados

Atualmente, uma série de cidades japonesas tem o programa de subsídio alimentar fornecidos por escolas. Em 2019, cerca de 900 famílias receberam a ajuda depois de passarem por triagem.

Desde que o programa existe, mais de mil alunos de escolas primárias do Japão não apresentaram mais perca de peso durante o recesso escolar de verão.

Leia também

Restaurantes Kodomo Shokudo devolvem dignidade a crianças que passam fome no Japão 

Grupo Otera Oyatsu ajuda crianças carentes no Japão

Conheça a luta dos pais solteiros no Japão 

Apesar desse programa solidário no Japão, ele não é suficiente para resolver o problema nutricional e financeiro das famílias de baixa renda do país.

Porém, ao menos durante o período de férias de verão, muitas crianças não sofrerão com falta de alimentos.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via