Rede de ajuda a idosos no Japão dá o suporte para fazer compras

O número de idosos no Japão que não conseguem sair para fazer compras é grande. Por isso, uma rede de ajudas em Musashi-Murayama resolveu o problema com serviço de transporte.

Carro elétrico

Voluntários usam os carrinhos motorizados para buscar os idosos em casa e os levam a mercados da região das 10hs às 15hs. Com uma ligação telefônica eles podem solicitar a ajuda. O serviço é disponível para quem precisa ir ao médico também.

Muitos idosos no Japão já não conseguem dirigir ou se locomover sozinhos. Metade dos locatários tem mais de 65 anos nos prédios de Murayama.

O local fica a cerca de 750 metros das lojas e os idosos precisavam andar entre 20 a 30 minutos de distância para fazer compras.

Hiruma Seichii dono de uma loja de roupas foi o responsável pela ideia após ver uma idosa pegando um táxi. Apesar de haver serviços de entregas, sua preocupação era o isolamento desses idosos no Japão.

Com a ajuda eles são incentivados a sair de casa, falar com as pessoas e manter sua saúde mental em dia.

Idosa fazendo compras

A iniciativa ocorre desde 2009 e já atraiu atenção de outros condomínios que tem em sua maioria residentes idosos.

Leia também

Idosos na prisão: uma questão moderna e paradoxal da sociedade

Cidade de Yamato cria programa para ajudar idosos solitários no Japão

Dia do respeito aos idosos: japoneses com 90 anos ou mais chega a 2 milhões pela primeira vez

Atualmente, existem mais de 3.8 milhões de idosos com mais de 65 anos sem carro e sem um supermercado perto (menos de 500 metros). A estimativa é que até 2025, esse número chegue a seis milhões.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Fonte: Nippon

Comentários

Share via