Amaterasu: o que faz dessa divindade a kami mais importante do Japão?

Em um panteão com mais de 8 milhões de divindades (número que representa o infinito no shinto), Amaterasu (deusa do sol) é a kami mais importante do Japão. Continue lendo e entenda.

Origem de tudo

Izanagi e Izanami

A história da origem dos kamis e do próprio Japão é descrito no livro mais sagrado e antigo do país: o Kojiki, publicado pela primeira vez no ano 712 (período Nara).

Nele, duas divindades se apresentam (e isso é uma diferença muito importante entre as religiões monoteístas e politeístas): Izanagi (イザナギ) e Izanami (イザナミ), as divindades da criação.

Antes dessas duas deidades supremas existia apenas o caos. De acordo com o shinto, foi graças aos irmãos (e casal) divino que o Japão foi criado.

Com o tempo Izanami foi gerando, ou melhor, parindo novos deuses. Porém, ao gerar o kami do fogo Kagutsuchi (カグツチ), Izanami morre com os ferimentos de queimadura durante o parto.

Desolado e sozinho, Izanagi vai procurar por sua amada no mundo dos mortos do shinto, o Yomi (黄泉). Ao encontrá-la, Izanami diz para Izanagi não olhar para ela.

Ignorando o alerta de Izanami, Izanagi a olha e vê que sua amada está apodrecida. Nesse momento, chocado com sua visão, Izanagi sai do reino dos mortos e retorna ao mundo dos mortais.

O nascimento de Amaterasu

Deusa do sol

Ao chegar ao mundo dos mortais (Ashihara no Nakatsukuni – 葦原中国), Izanagi foi se purificar no rio Tachibana.

Nesse ritual três divindades nascem. A primeira foi a deusa do Sol Amaterasu (天照). Ela nasceu quando Izanagi jogou água em seu olho esquerdo.

Depois surge o deus da Lua Tsukuyomi (ツクヨミ), que nasce quando Izanagi joga água no seu olho direito.

Por útlimo veio Susanoo (須佐之男命), deus do mar e das tormentas que surge após o kami derramar água em seu nariz.

De acordo com o shinto, Amaterasu, Tsukuyomi e Susanoo são os filhos mais importantes de Izanagi.

Além disso, após o nascimento de seus filhos, Izanagi ficou feliz e nomeou Amaterasu como governante do Takamagahara (高天原), a planície celestial.

A importância de Amaterasu

Amaterasu é, entre outras coisas, essência de luz. Por isso ela é a mais importante, afinal, sua luz é fundamental tanto para Takamagahara, quanto para Ashihara no Nakatsukuni.

Quando Susanoo se rebela e causa destruição nas planícies celestes, Amaterasu se assusta e se recolhe em uma caverna.

O recolhimento de Amaterasu mergulha o mundo mortal e o mundo celeste em caos e escuridão gerando uma série de desastres nos dois mundos.

Sua ausência causou tantos danos que inúmeros outros kami se reuniram para decidirem o que fazer para fazer a deusa do Sol voltar ao seu lugar.

A caverna de Amaterasu

Entrada da caverna Ama-no-Iwate
Caverna Ama-no-Iwate

Quando os deuses chegaram a um consenso, Omoikane (思兼), divindade da sabedoria começa um ritual do lado de fora da caverna Ama-no-Iwato onde Amaterasu se refugiou.

Para o ritual, Omoikane contou com a ajuda de outras divindades que criaram os tesouros imperiais do Japão: Yata no Kagami, o espelho sagrado, Kusanagi no Tsurugi, a espada sagrada e Yasaka No Magatama, a joia sagrada.

Outros dois deuses fizeram uma espécie de adivinhação com ossos queimados, realizaram orações e prestaram oferendas a deusa do Sol.

Depois, Amenouzume (天宇受売命), deusa da alegria começou a dançar enquanto 800 outros kami riam e diziam que existia uma divindade mais poderosa que Amaterasu.

Deusa da alegria
Amenouzume

Ao ouvir o deboche dos deuses, Amaterasu duvidou da afirmação. Então, uma outra divindade mostra o espelho sagrado para a deusa do Sol que vê seu reflexo, mas não se reconhece.

Quando Amaterasu se aproxima do espelho para ver melhor, outro kami a puxa para fora da caverna e a luz é devolvida ao universo.

Leia também

Aprenda o que são os tesouros do Império do Japão

Você conhece a história da criação do Japão, segundo a mitologia japonesa 

Izumo Taisha – o lar dos deuses do Japão 

Kami: os deuses do Japão 

Mas o que faz de Amaterasu a kami mais importante do panteão japonês? Sem a presença da luz, ou seja, do Sol, a existência mergulha em um gigantesco caos.

A luz que é emitida pela kami é fundamental para a ordem e harmonia no reino celestial e no mundo dos mortais.

O neto de Amaterasu Ninigi era o tataravô de Jinmu, primeiro Imperador do Japão em 660 BC.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via