Pokeberu: último servidor de pager no Japão é desligado

O servidor da Tokyo Telemessage Inc foi desativado e parou de emitir e receber sinais de rádio na madrugada do dia 1º de outubro de 2019. Ele era o último servidor de pager no Japão e operava em Tokyo, Saitama, Chiba e Kanagawa.

Quem viveu a década de 80 e 90, provavelmente, lembra desse aparelho. Por mais incrível que pareça, ainda era utilizado por algumas pessoas.

Pokeberu

Lançado no começo de 1968, o pager ou pokeberu como é chamado no Japão foi uma novidade e uma grande revolução nas empresas japonesas.

Naquele tempo, a comunicação via satélite era exclusiva das forças armadas mais avançadas do planeta, ou seja, EUA, URSS, Reino Unido e França.

Até então, contatar uma pessoa dependia de uma série de fatores. Afinal, não era possível encontrar alguém em um telefone fixo sempre.

Pager DoCoMo

No entanto, após o lançamento dos primeiros pagers, empresas japonesas começaram a utilizar o serviço para se comunicar com funcionários que trabalhavam fora dos escritórios.

A novidade não ficou restrita ao Japão, empresas do mundo inteiro passaram a adotar nova tecnologia para melhorar a eficiência e eficácia na comunicação e vendas.

Popularidade

Pager Kyocera

Após anos de uso restrito a grandes empresas e companhias, os pagers chegaram ao mercado na década de 80 e caiu no gosto dos consumidores.

Desde o lançamento dos primeiros aparelhos, a tecnologia evoluiu consideravelmente. Os primeiros modelos só recebiam um alerta de ligações recebidas.

Já na década de 80, eram capazes de enviar pequenas mensagens de texto. Foi a primeira experiência de SMS da história.

Na década de 90 esses dispositivos se tornaram extremamente populares entre garotas do ensino médio do Japão.

Em 1996, aproximadamente 10 milhões de pessoas utilizavam os pagers em todo mundo. Pode parecer pouco, mas era um grande mercado naquela época.

A era dos celulares

Logo quando os pagers estavam conquistando os consumidores, uma nova tecnologia revolucionária chegou ao mercado: os celulares.

Quando o primeiro aparelho foi lançado, apenas uma pequena parcela da sociedade tinha condições de pagar pelo aparelho e pela conta telefônica.

No entanto, era só uma questão de tempo até a telefonia móvel se popularizar e se tornar um mercado bilionário.

Com aparelhos que eram capazes de receber e realizar ligações, além de poder enviar mensagens de texto, os pagers se tornaram obsoletos.

Leia também

40 anos do Walkman: o aparelho portátil japonês que revolucionou o mundo 

Shigetaka Kurita: o homem que inventou os emojis a 20 anos 

10 invenções japonesas que mudaram o mundo 

Os últimos usuários

Após a popularização dos celulares e smartphones pelo mundo, poucas pessoas ainda utilizavam o pager no seu dia a dia.

No Japão, a maioria dos usuários remanescentes eram os profissionais de saúde. Hospitais do país desencorajavam médicos e profissionais a utilizarem celulares nas suas dependências.

Além do sinal ruim e ser um local onde o silêncio é essencial, existem preocupações sobre os efeitos das ondas eletromagnéticas emitidas pelos aparelhos em equipamentos hospitalares.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via