Os efeitos colaterais da modernização de Tokyo

Como os budistas pregam tudo muda e muitas vezes o velho tem que morrer para que o novo possa nascer. E essa frase lidera um grande debate atual, sobre como o governo está preservando os edifícios antigos e estruturando a modernização de Tokyo.

Tokyo é a maior metrópole do mundo com impressionantes 2.188km² e com uma população de aproximadamente 9 milhões de habitantes.

Isso sem contar as pessoas que vivem em cidades vizinhas, mas que passam o dia inteiro na capital japonesa. Mesmo com toda sua grandeza, a falta de espaço ainda é um grande problema.

Harajuku Station

Estação Harajuku

Um dos edifícios mais icônicos da Velha Tokyo, a Harajuku Station será demolida após os jogos olímpicos na capital japonesa.

Essa construção é uma das poucas remanescentes da velha Tokyo e poderia ser reajustada para ser tornar um prédio histórico, o que poderíamos chamar no Brasil de prédio tombado.

Porém, a East Japan Railway alegou que a estrutura da estação é inapropriada para emergências e desastres por ter uma estrutura de madeira.

Apesar do argumento ser válido, muitos japoneses estão sugerindo manter o edifício como uma extensão a nova estação que ocupará a velha construção, como em outras situações similares no país.

Se de fato a estação for demolida, será uma perca inestimável ao patrimônio histórico e cultural da capital japonesa.

Imperial Hotel e Okura Tokyo

hotel Imperial
Imperial tokyo Hotel – Antigo

O Imperial Hotel em Hibiya foi uma impressionante construção projetada pelo arquiteto, escritor e educador estadunidense Frank Lloyd Wright.

Os detalhes em madeira e toda arquitetura única foi substituída por um prédio moderno muito semelhante a qualquer edifício comercial. Hoje em dia, pouco restou da obra de Frank Lloid, apenas alguns objetos decorativos.

foto do prédio atual
Imperial Tokyo Hotel – Novo

Além do Imperial Hotel, o Okura Tokyo, famoso por receber figuras públicas, corpos diplomáticos e até mesmo presidentes dos EUA foi demolido e substituído por uma nova concepção arquitetônica.

Hotel Okuta construção antiga
Okuta Hotel – Antigo
Hotel Okuta prédio novo
Hotel Okuta – Novo

Leia também

Tokyo: uma perspectiva da capital japonesa no final do século XIX e início do século XX 

Okage Yokocho é rua charmosa com atmosfera de gratidão 

3 cidades mais preservadas para visitar no Japão

Omihachiman te levará ao Japão antigo 

Modernização de Tokyo

Quem anda pelas ruas de Tokyo atualmente pode perceber o esforço em manter a antiga e a moderna Tokyo em harmonia.

Cartaz de ator de kabuki e um robô em contraste

Existem muitos cartazes e panfletos espalhados pela cidade com alguma estética cultural antiga com uma contemporânea. Essa campanha de conscientização prepara a população para as mudanças arquitetônicas e culturais cada vez mais frequentes para o futuro da cidade.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via